quarta-feira, maio 09, 2007

Casario



















Os antigos bairros me encantam
porque parece que neles há mais vida
do que nas áreas tomadas
pelos edifícios modernos.
Se as velhas casas parecem
ter sido feitas por mãos de gente humana
os furanuvens arremedam obra de gente máquina,
quase sempre tão iguais se insurgem
na sua novidade impessoal e fria.
O que são, senão blocos de vida miúda
em tanto concreto reunido?
Ingênuos devem ser os novos prédios
se crêem que a beleza é atributo de suas fachadas,
lisas, retas e cheia de retângulos escuros
e reentrâncias mesquinhas.
Tristes são aqueles que se elevam
e nada acrescentam de belo à paisagem,
prismas opacos gigantescos
agrupados de modo a roubar
o nascer e o por-de-sol
dos que andam nas calçadas.

2 comentários:

TARCIO VIU ASSIM disse...

"Era ele que erguia casas onde antes só havia chão..." [Vinícius]
-
Gente nasceu pra construir; Gente nasceu pra aglomerar; Gente nasceu pra destruir. Sendo assim, que beleza há de durar?
-
Bjo, cumpade

Felipe disse...

A da alma, cumpade.
Bj.