domingo, julho 29, 2007

Flores

As flores são minha obviedade fotográfica predileta. Essas colhi num único jardim, o do Colégio Stella Maris, em Triunfo (PE). Esse lugar tem o mesmo cheiro da casa dos meus avós em Paulo Afonso (BA), onde eu passava as férias quando era muito criança. Cheiro de mato e chão úmido, de folhas e pétalas de flores, de feijão cozido com toucinho e suor de quem brincou a manhã toda.














































7 comentários:

Vivien disse...

como sempre, poesia pura.

Eu não sei, você sabe? disse...

Demorei um pouco a voltar aqui, mas sempre que venho tenho a mesma impressão de doçura e beleza...
Obrigada pelas lindas fotos e porque não, como bem disse a Vivien aqui em cima, pela poesia pura!

bom final de semana, Lipe!

Felipe disse...

Você é linda, Vi.

Felipe disse...

Igualmente linda, Tita.
Estou devendo visitas a ti, à Vi, a todos os amigos blogueiros.
No sufoco do tempo e das responsabilidades acumuladas, tento me focalizar num mínimo necessário para não perder de todo os vínculos com este blog e todos os que nele conheci, uma experiência que foi é ainda é tão importante pra mim.
Mas estou quase conseguindo retomar o espaço no tempo. Em breve espero rever vocês com mais frequencia, como antes.
Beijo

Mariana Mesquita disse...

Esse colégio é um de freiras, onde antigamente funcionava uma pousada? Fui a Triunfo uma vez, aos nove anos. Pesquei peixe no açude, brinquei com as meninas do orfanato, vi as religiosas fazerem licor de rosas e ainda completei aniversário lá. Foi a primeira vez que me deram flores de presente de aniversário, e eu chorei muito - de vergonha e de emoção.

Felipe disse...

É ele mesmo, Mari.
Inclusive a pousada voltou a funcionar por lá. Lugar muito gostoso, silencioso nos tempos de festa e ao mesmo tempo bem pertinho do furdunço. O colégio passoou um tempo fechado e reabriu agora. Não tem mais tantas freiras como antes. Vi só uma ou outra, não sei bem o que houve por lá. Me lembro do licor de rosa que elas faziam, biscoitos também, um pomar com couves enormes.
Continuo com saudades. Espero te ver antes da barriga se transformar em nenem morando do lado de cá.
Beijão

Mariana Mesquita disse...

Estou por aqui... A partir do fim do mês, mais em Recife que em Caruaru. Antonio só deve nascer lá pelo fim de setembro! Beijo.