segunda-feira, maio 15, 2006

Brotar

Gosto deste ângulo da Igreja de N. S. do Rosário dos Pretos no Largo do Pelourinho. Parece que a torre brota do chão. Vejo as igrejas como expressão da relação entre artistas - arquitetos, pintores, entalhadores, escultores, artesãos - e a divindade. Por isso não acho que seja a religião enquanto instituição que resiste no cenário espetacular de um templo elaborado com alma, mas sim os vínculos entre os seres humanos e as forças que habitam em nós e além de nós.

2 comentários:

Ana disse...

Que lindoooo!
Sempre vejo teus comentários inspirados lá no "Gênero Cinematográfico" e vim conhecer teu blog! Adorei, claro!
Sou louca por fotografias! Tanto que se não tomo cuidado, meu blog vira um flog!Heheheheh!
Virei fã!

Felipe disse...

Que bom te ver por aqui, Ana!
Também gosto muito do que escreves lá na Pimpinha.
Pois sinta-se em casa. As fotos tem sido meu desafogo, meu relax.
Qualquer dia destes (daqui a pouco) vou retribuir a visita. Rsrsrsrs!