terça-feira, maio 30, 2006

Tempo
















Reconhece a Itapoã da música? Salvador ficou assim por cinco dias seguidos. É tempo de frio e de chuva. Tempo de ter mais paciência, de se relacionar com a monocromia implacável da paisagem, de respeitar as limitações que se impõem, de serenar a raiva da impotência diante das circunstâncias, de ser muito gentil consigo mesmo e se cuidar da melhor maneira. É tão difícil ter calma... mas não há outra saída honrosa senão através dela. Chove muito lá fora e aqui dentro da alma. A gente sabe que a chuva acaba passando mas, surpreendentemente, no meio da tempestade, tem horas que a gente até duvida de que ela vá passar.

6 comentários:

Ana disse...

Aqui, em satoleP, o dia esteve assim também. Uma amiga costuma a descrever como "gris" e eu acho perfeito...
E a sensação é mesmo a de que não vai passar nunca!
Publiquei, lá no meu blog, a minha desajeitada tentativa de fotografar a lua! Com boa vontade dá pra se imaginar a calma daquele final de tarde, tão diferente desta agitação da tua Itapoã!

DARLEY disse...

Nooosssaaa, Lipe!!!
Tem certeza que não fotografaste uma de nossas praias daqui no inverno?...hihihi...
Tá mesmo irreconhecível... Não sabia que Salvador podia se comportar assim também!
Mas, em compensação, aquele Morro do Cristo em dia de pôr-de-sol...
Porém, confesso: saboreei ambas as paisagens com muito deleite!
Obrigada, mano, por tua dedicada e pródiga lente cigana!
Beijooo
Dar

Felipe disse...

Ana, 'gris' é um modo bem elegante de se falar de dias cinzentos.
Eu vi a tua lua. Tão delicada no meio daquela paisagem. Gosto da moldura, das cores das nuvens e até daqueles fios.
É uma paisagem calma, sim.
Gostei.

Felipe disse...

Pois é, né, Darley, basta um temporal para fazer norte e sul se equivalerem na paisagem.
Prazer grande te ver por aqui.
Beijão

Ana disse...

Já tinha descoberto que tu respondes aos comentários aqui! Mas não imaginei que comentasses os outros blogs aqui também! Heheheh!
Te disse que a minha foto não era lá essas coisas!
De qualquer forma, obrigada!

Felipe disse...

Iiiiiih!
Foi doideira, Aninha!
Andei meio atrapalhado ontem e hoje, metendo os pés pelas mãos.
Agora foi que vi que respondi aqui o que rolou no teu blog... Corei!