terça-feira, maio 02, 2006

Cores
















Quando o céu está nublado, as cores dos objetos e as pessoas ficam mais naturais nas fotos. As cores, porque não saturam e as pessoas porque não precisam apertar os olhos para protegê-los do sol forte.

Detalhe de um trabalho artesanal com retalhos coloridos que usaram para revestir os portais de uma loja no bairro do Pelourinho, em Salvador (BA).

2 comentários:

Gênero Cinematográfico disse...

Mais que beleza!
Tu é fogo na roupa né Flip?
Falta sol, mas num falta cor
Falta luz, mas num falta amor
Eita, que eu tô danada com esse negócio de Repente
e de repente fico assim meio insolente!
Ó achei o S no google mesmo, tb achei bem bom!
Vou ficar te fazendo uma resenha sempre que puder sobre esse projeto q já mudou tanto de gente mas q continua com o seu desejo inicial:poesia de repente mostra poesia e gente.
Te amoro (amo+adoro)
Tchory

Felipe disse...

Eitcha insolência abençoada!
Palavras mais lindas! Deus multiplique essa qualidade de poeta repentista que tu tb tens e estás mostrando aí.
Mai óia! Chega fiquei anchido ('ancho'+'todo derretido').
Te amoro também!
Flip