sábado, setembro 30, 2006

Padrões

Estava de bobeira esperando chegar o horário de início de uma peça infantil e aí comecei a fotografar padrões vegetais que estavam por ali, ao redor.








6 comentários:

Leonardo disse...

hmmm... tentei ver as versões ampliadas mas todas deram páu... :-/

paty disse...

Felipe,
fiquei um bom tempo admirando as fotos, adorei a última em particular falou muito em minha alma. Parabéns pela sensibilidade.
Quanto ao quadro que esta no meu post é de David Alfaro Siqueiro,retrata a mãe do pintor, é um Vinilete sobre eucatex.Bjos e grata pela visita.óTIMO FDS.

Felipe disse...

Esquisito isso, né Leonardo. Já há algum tempo que tb não consigo ampliar as fotos a partir do blog. Aliás, o Blogger parece que anda sendo reformulado, pois tem se comportado de modo estranho, demorando para baixar fotos (ou as vezes até se recusando a baixá-las), mostrando mensagens que eu não tenho autorização para acessar o blog (ahahahahah)...

Felipe disse...

Também gosto mais da última e já sei até porque: porque parece mais viva. Esteticamente as outras são até mais expressivas, mas passam uma idéia de algo congelado, estático, frágil até. Mas a última tem uma luz de sol que parece que tb vem dela mesma, tem um frescor, como se o vento estivesse passando por ali.

Siqueiro, o mexicano? A obra dele é incrível! Já vi alguns quadros dele em livros de arte e são sempre muito fortes.

Beijão, Paty, e ótimo fds pra ti tb.

Gênero Cinematográfico disse...

pense num "caba bom"
pense!
bom de coragem
de amizade
de ver beleza
de ser beleza
saudade dói...
valeu Flip!
grande beijo

Felipe disse...

Virge quis coisa mai linda! Isso é uma poesia, Tchory. É muito ancho que te agradeço.
Maior beijo saudoso pra ti
Flip