sexta-feira, setembro 15, 2006

Sem glúten

Mônica tem intolerância a glúten. Não pode comer muita coisa que há por aí (aveia, farinha de trigo e outros cereais). Nunca, senão passa mal. Essa mesa da foto é a do aniversário dela, cheia de delícias 'desglutenizadas'. Além das frutas, tem tapioca (que aqui na Bahia chamam de beiju), biscoitos sem glúten e uns patês legais. Para dar conta dos portadores dessa intolerância é que tem uma lei que obriga os produtos a informarem nos rótulos se ali tem glúten ou não. Eu não sabia de nada disso. Só soube quando conheci Mônica. A vida é incrível. Cada pessoa que a gente conhece abre a porta para uma realidade que a gente desconhece.

8 comentários:

Mariana disse...

Seu menino! Que legal, fui bizoiar a página de Ana e acabei achando você... E aí, como anda a Bahia? Beijo bem grande pra tu, adorei o nome do blog!

Ana disse...

Sem glútem mas, pelo visto, não sem sabor e bonito demais!
Parabéns para a Mônica!

A Mariana é show! Virei fã do Sítio de Maricota!

Que bom que estamos virando uma confraria!

Beijos!

Elis disse...

Salve Seu Felipe! Pois é meu amigo: vivendo e aprendendo. E essa tal de doença celíaca não é mole não... Eu tbém desconhecia, daí, de tanto ler em várias embalagens "não contém glúten", pensei: mas que diacho esse glúten fez de errado? Então recorri à mãe internet e descobri. Abração e bom fim de semana!

Felipe disse...

Marianaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!
Que surpresaboadabexigalixa!
Como é que estás tu? Estás no Rio?
Vou visitar o Sítio da Maricota agorinha!
Falou e disse a Ana: és show, assim como esta confraria.
Vou dar o recado pra Mônica. E sim, tinha sabor. O outro ingrediente que esqueci era o polvilho. Polvilho pode, porque não tem glúten.
Beijo grande!

Felipe disse...

Salve, Dona Elis!
Pra você ver, né, cada dia aparece uma doença nova (ou os médicos descobrem que certas coisas que sempre existiram - e eles não tinham entendido direito o que era - eram doenças).
Gostei desse lance de Mãe Internet. Ahahahah! Me veio a imagem de uma baiana vidente cheia de pulseiras feitas com circuitos integrados sentada numa mesa onde, ao invés de búzios, tem um laptop aberto no Google.
Abração e um grande final de semana pra ti tb.

Mariana disse...

Já tamos virando confraria... Hahahaha. Muito engraçado, saber que temos amigos em comum. Mas não deve ser por acaso. Energia boa se atrai... Beijo!

Felipe disse...

É verdade, Mari.
Tá falado.
Beijo

Leonardo disse...

Apetitoso. Bonito.
Apetitoso. Bonito.
Hmmm..
Bonito.
Apetitoso.
Apetitoso.
Apetitoso.
Que fome!!