quinta-feira, fevereiro 22, 2007

Depois da folia



















E que a suavidade tome conta das gentes depois do Carnaval.

9 comentários:

Vivien disse...

que carnaval? hehe.

Aleksandra Pereira disse...

Pois é, minha realidade deve ter sido parecida com a da Vivien. Se não fosse cruzar com as pessoas que ensaiavam ou concentravam aqui perto de casa, passaria batido por esse carnaval: não li, assisti, nem qui saber de nada sobre.

beijos, querido.

paty disse...

Lipe, queira me desculpar o sumiço. Mas pecisei dar um tempo, ando com o coração a mil e quando estamos assim, não somos donos de nossa razão. que a suavidade o pós carnaval seja presente dentro de todos nós. Saudades!
Estou sem blog, mais a Alê tem meu e-mail. Se sentir vontade em me escrever, não ouse pensar duas vezes. Beijos com carinho da Paty

Felipe disse...

Pois é, Vi e Alê. Eu tb não brinquei, nem vi folia nenhuma. Meu Carnaval foi pra descansar, mas nem foi tanto assim: tive que encarar uma baita crise de coluna.
Não pularia nem querendo. :(

Felipe disse...

Paty!!!!!!!!!!!!!!!
Bom te reler!!!!!!
Bom saber que estás inteira e triste pela interrupção do blog. Torço para que oportunamente voltes às postagens.

Entrarei em contato, sim.
Fica bem.
Beijão e muito carinho pra ti

Fábio Pinheiro disse...

'Comamos, bebamos tanto/ hasta que no reventemos/ que mañana ayunaremos'. Todos precisamos de um carnaval, talvez um carnaval pessoal. Esse carnaval social 'que nos permitem'pode ser conveniente, mas não me supre. Não vou mentir pra mim mesmo dizendo que 'nunca na vida, nunca na vida gostei de pão doce'. Tive minhas fases. Hoje sei o que me diverte e subverte sem precisar parecer 'cool'. Que bom né? Cadê você? A virtualidade me exaspera. Teu 'fotógrafo' tá pronto, vou te ligar. Bêjo!

Leonardo disse...

também posso falar "que carnaval?" mas aí não vale, né?!?!? hihihihi

Felipe disse...

O fotógrafo tá pronto! ÈêÊ! Quero ver! Quanto ao sumiço, o fato é que to me preparando pra defesa, Caio. Maior doideira. Por isso ainda não entrei em contato.
Abção

Felipe disse...

È vero, sócio.
Mas Canadá tem Circo de Soleil o ano todo. Pode não ser um Carnaval-Carnaval, mas tem muita coisa ali que me lembra festas populares. Só falta o povo. Mas aí é querer demais... ou não?