quinta-feira, julho 20, 2006

Paz
















Ninguém é perfeito. Para que perfeição? 'Perfeição', palavra corriqueira que sugere o inatingível, uma meta para simples referência, algo para se buscar sem esforço, apenas como indicativo de direção, um lugar para se apontar a proa de um barco que, sabe-se, navegará no rumo do infinito. Exigir maior proximidade da perfeição do que isso redundará em outra palavrinha também corriqueira chamada 'sofrimento'.

4 comentários:

Ana disse...

... E invadiu o meu coração!

:)

Felipe disse...

Adoro essa música.
:)

cidinha disse...

O respeito às diferenças é o caminho na busca pela paz.
Tenho a impressão que esse cachorrinho é um que estava todo "prosa" em um dia, e noutro tava morrendo de frio. Mesmo que não seja, lembrei dele e àquelas imagens vieram-me à cabeça.
Adoro o teu olhar! Parabéns pela sensibilidade e por nos permitir mergulhar nesse teu mundo.
Feliz dia do amigo!Um abração

Felipe disse...

Eu pensei nisso mesmo, Cidinha. Não tem ninguém igual a ninguém neste mundão.
O cachorro até parece com aquele, mas é outro, sim. Este da foto é do interior de Pernambuco, o outro era da Bahia, da capital mesmo. Nesse dia estava muito frio e pouco antes do anoitecer eu tirei uma foto desse mesmo cão todo enrolado, como o colega baiano.
Te agradeço o comentário.
Abraço grande e feliz dia do Amigo pra ti também.