quinta-feira, agosto 10, 2006

Ciao
















Os italianos usam o 'ciao' (tchau) nas chegadas e nas despedidas. Hoje eu a utilizo aqui como um adeus ao grupo de auto-conhecimento do qual fiz parte por exatos dezesseis anos. Lembrarei sempre dos muitos e preciosos bons momentos que compartilhamos e terei dificuldades para esquecer dos poucos - mas decisivos - maus momentos que não consegui compreender. Ciao.

4 comentários:

Ana disse...

Não entendo isto... Usar a mesma palavra para dois momentos tão diferentes: chegada e partida!
Raramente uma partida é alegre...

Deve ter sido uma experiência muito rica a de participar de um grupo de auto-conhecimento por tanto tempo! Fiquei impressionada, Felipe!

Beijo!

Felipe disse...

Os havaianos tb tem uma palavra assim, o 'aloha'. Acho que o que vai definir o tom é a intenção, mesmo, porque o som é o mesmo tanto a chegada quanto na partida.

Sobre o grupo, 16 anos são uma vida. A palavra 'sair' é ilusória. A gente se afasta fisicamente, mas, como você disse, é uma experiência tão rica que as pessoas que participaram dela se tornam muito mais do que amigas umas das outra, quase como se fossem parentes, irmãos mesmo. A ligação é muito forte. Vou sentir saudades, mas é melhor do que ficar atrapalhando quem está podendo ir mais longe do que eu.

Luciana Pinto disse...

Fê, esse é o nosso sol?

Beijos! Saudades todos os dias.

Felipe disse...

É sim, Lu, o solzão da baía de Todos os Santos sumindo em cima de Itaparica, visto do Forte da Barra.
Você já veio passear com o Mandela neste mirante? Se não veio, venha quando voltar pela Bahia. É muito romântico, vocês vão curtir muito. Cê sabe, o forte fica praticamente no centro da cidade, mas do mirante só se vê mar e só se escutam as ondas ao longe e o vento. Tem muita gente fotografando, turistando e namorando.
Beijo pra ti