segunda-feira, dezembro 04, 2006

Memória



















Descanso meu cérebro pensando com meu pé.

12 comentários:

Aleksandra Pereira disse...

Eita, que isso é sincronicidade!
Ontem encontrei um amigo que ficou paraplégico após um acidente de carro, imprudência dele. Hoje ele está melhor, conformado com sua nova situação, aprendendo como ser uma pessoa melhor agora (ele tem se esforçado nisso). Voltando com uma amiga para casa, pensávamos como às vezes somos ingratos, como reclamamos da vida quando ainda podemos andar, enxergar, ouvir... Voltamos andando, agradecendo nossos pés e pernas.

beijo grande.

TARCIO VIU ASSIM disse...

Um pé de que?
Que frutos dá?
-
;-)

paty disse...

Pensar com o pé nos faz muito melhor, rsrsrsrrsrsrs.Lipe deixei uma tarefa para vc lá no peregrina.Bjos

Leonardo disse...

Sócio,

Seu post é REVOLUCIONÁRIO!!!!!!

Mulheres, revejam seus conceitos ao dizer que "homem só pensa com a cabeça de baixo!!"

hahhahaahahaa

Aleksandra Pereira disse...

Então, já que como do chão não passa, o que podemos ainda esperar, Leo?

Felipe disse...

História forte, Alê.
E real.

Nossa, manter viva uma relação de amizade com o próprio corpo é um exercício importante e tão difícil de ser lembrado...

Beijo grande pra ti

Felipe disse...

É um pé de oneiros, Tárcio.
Ele dá sonhos várias vezes por dia, durante todo o ano.
:)

Felipe disse...

Vou lá já já, Paty.
Bjão

Felipe disse...

Sócio, não faz muito alarde, não. Tu não sabes do que meu pé é capaz quando certas partes do meu corpo descansam...
:D

Felipe disse...

No chão também é bacana!
:D

bia disse...

Perguntas ao pé-pensante:
que pensas neste instante?
E ele te responde:
Se fosses centopéia,
terias mil idéias.

Felipe disse...

Isso é belo, Bia.
Acho que meu pé falaria algo assim, mesmo. ;D
Bjão