sexta-feira, novembro 24, 2006

Fauna urbana III

Se as borboletas sonham, certamente sonham sonhos incomuns. Ainda que elas mesmas pareçam comuns.

18 comentários:

Patricia disse...

Já estou preparada aguardando o pouso....

TARCIO VIU ASSIM disse...

"Eu sou uma borboleta/ pequenina e feiticeira/ando no meio das flores/procurando quem me queira"
Da cantiga tradicional do pastoril. E isso nos lembra, com sua borboleta sonhadora, que o Natal já está chegando...
Bjo sertanejo.

Patricia disse...

Eita! Senti um leve toque... foi o pouso da borbolipe no meu coração.
Beijão querido, só venha simbora quando finalizar seus compromissos.
TE AMO MERMÃO!

Leonardo disse...

teste... :o
1, 2 , 3
testando...
tessssssssste.

Mariana disse...

Adoro, adoro. Principalmente as amarelas!
Beijo!

Leonardo disse...

Felipe,

Tem convite prá você no Indizível!!! :D

paty disse...

Amo as borboletas.
Lipe, vc é um grande mestre, não é por acaso que seu blog é LIPERAMA.Beijos e lindo final de semana para vc e os seus.

Aleksandra Pereira disse...

Borboletas possuem significados especiais para mim, volta e meia aparecendo em contos, talvez por marcar a idéia de mudança, transformação (além de nos lembrar da Teoria do Caos).

Beijo

Gênero Cinematográfico disse...

zoolipe :)

Felipe disse...

Pena que ainda não vai ser agora, ná mana?
Beijão

Felipe disse...

Lembrança bela, Tárcio! Tinha um pastoril no bairro onde morei qdo era pirralho. Eu gostava de ficar coladinho no tablado, porque dava pra ver embaixo das saias curtas das pastoras. :)
Nunca me esqueci daquele clima de festa, aquelas músicas. Sempre que tocam, retorna tudo, o Natal, as cores, as pastoras, o menino viajando em tudo aquilo.
Valeu
Cheiro pernambaiano

Felipe disse...

Combinado, mana.
Te amo muuuuuuuuuuuuuuuuito!

Felipe disse...

Zinnnnnnnnnnambskuiujotiiiiiiiiiuuuuuuuuuuuu!

Felipe disse...

Tb adoro, Mari.
A mais bonita que acho, dessas que aparecem na cidade, é uma amarela e preta, listrada, como um tigre. Mas é dificilima de fotografar. Não para quieta. Perto de gente, não. :D

P.S. Já viu, né? Nem deu pra ir pra Recife...

Felipe disse...

Já vi Léo!
Muito maaaaaaaaaassssa!
Te agradeço o convite que já está aceito. Já sei até qual é o meu mico. Vou postar amanhã, com calma, ok?
[]ão

Felipe disse...

Te agradeço e acolho esse carinho imenso lá bem dentro dentrão do meu coração, Paty.
Beijo pra ti!

P.S.: Uma amiga de Recife me falou que a borboleta é o símbolo de Satyam Sai Baba, já ouviu falar nele? É um grande guru indiano contemporâneo.

Felipe disse...

É mesmo, Alê.
Nem tinha me tocado sobre isso. Apesar de achar que a teoria faz sentido, pra mim ainda é difícil olhar para uma borboleta e me lembrar de um furacão. Força de um hábito de pensar cartesiano.
Beijos

Felipe disse...

Flap flap flap!
Flip flip flip!
Zuuuuuuuum.
Bjim pra Tchory