quarta-feira, novembro 15, 2006

Fora





















Fazer o que?

18 comentários:

Leonardo disse...

Hahahaha!! Amor e álcool. Juntos dão em cada coisa............. :o

Felipe disse...

E dependendo da quantidade de alcool, não dá em coisa nenhuma... :+

Ana disse...

Heheheheh!
Léo & Lipe!
Vcs parecem que tão filosofando num boteco!!

Mas a imagem é muuuito triste! Ah, se é! Não tem nada mais triste do que o fim de um amor!

Pede mais uma dose pra mim, Lipe?

Beijos pros dois!!

Felipe disse...

É triste, sim, Aninha. A gente brinca pra não piorar as coisas. :]

Garçom! Sai uma dose no capricho pra moça bonita, aqui!

Beijão

Gênero Cinematográfico disse...

Removi o comentário pq tava com muito errinho, lá vai:
...................................
Menino que coisa incrível Ana! É mesmo Léo & Lipe é mais nova dupla sertaneja, er, quer dizer bloguerneja da rodada!! UhhU! somos empresárias? Não, não tenho o menor tino comercial...:(
Mas,
Léo & Lipe já montaram uma empresa de sucesso internacional (Brasil-Canadá!!)indubitável através do Kit, vivem se completando, são indestruíveis e inenarráveis !! UhhU!
Ajudei a salvar o mundo !
Flip...
o coração tá no lixo junto com as latinhas catadas pra RECICLAGEM...essa foi minha leitura.
chuac chuac

Aleksandra Pereira disse...

Acho que foi por medo. A gente vê que ainda é um coração novinho, não deve ter sofrido nadinha, ou só um tantinho, mas que deve ter marcado muito, e seu dono resolveu que era melhor não tê-lo mais do que deixar seu coração sofrer, ser partido, pisado, judiado. Ô tristeza.

Mariana disse...

Ai que dó.
Espero que seja só composição fotográfica...
Cheiro.

Leonardo disse...

O Felipe, me diz aí... vc tem do bagulho que esta mulherada aí embaixo está fumando??? Dever ser bom abessa... ;D

Raimundo Pajeu disse...

Ô cumpadre Felipe, então você fotografou meu peito por dentro!
Abraço sertanejo.

Felipe disse...

Dupla bloguerneja? Hum... Bom.
Vê aí, Léo, um nome pra essa dupla. Já to pensando numas paródias bem safadinhas pra colocar por aqui de vez em quando.

Gostei de sua leitura, Tchory. Reciclar coração é uma boa.
Só é mais difícil que reciclar lata de cerveja. :)

Bj.

Felipe disse...

Leitura bonita, Alê.
Vou te dizer a minha: o dono deu o coração pra alguém e se esqueceu de que sem o coração ele não vive. Quem recebeu não deu valor e jogou fora. Minha torcida é para que o dono se toque e pegue o que é dele de volta. Não se dá coração. Se dá amor.
Beijo

Felipe disse...

Bem, Mari, eu diria que se trata de sincronicidade. Esta cena estava em baixo da janela do meu quarto. Achei que queria me dizer alguma coisa.
Beijo pra tu

Felipe disse...

Oxe, Léo, tu esqueceu? O bagulho é o brinde que a gente está mandando junto com o kit VÁ-PRA-PQP.
Legal, né?
[]ão

Felipe disse...

Fui eu não, Rai.
Foi a máquina...
;-)
Abração

Vivien disse...

Leo & Lipe, breve em sua cidade....rs
Eu dispendo o alcool e fico com o coração. Mó bom.;0)

Felipe disse...

Leo e Lipe... Sei não, Vi.
Talvez algo mais sertanejo mesmo, tipo "Canadá e Pernambuco". :D

paty disse...

Fazer o que? Chorar? Sorrir?Parti para um novo amor? São tantas as indagações quando o coração esta fora de lugar.Mais a pior resposta é a bebida em excesso.Bjus

Felipe disse...

Falou, Paty.
Numa situação dessas a gente nunca sabe mesmo como vai reagir.
Beijo